domingo, 30 de abril de 2006

  Não repasse isto

Uma outra contra-corrente que recebi hoje por e-mail (eu prometo que é a última vez que falo sobre isso aqui no blog! :P), intitulada "NÃO REPASSE ISTO" (a menos que seja de autoria do próprio ser que enviou o e-mail, o título já é um mega contra-senso), diz:

1 - NAO SEJA BOBO DE ACREDITAR EM TUDO QUE TE DIZEM OU TE MANDAM POR EMAIL... PROCURE FONTES ANTES PARA VERIFICAR A VERACIDADE.
2 - NAO REPITA O QUE NAO TEM CERTEZA.
3 - NAO FACA SPAM!
4 - SEJAM RESPONSAVEIS... VOCE PODE SER RESPONSABILIZADO POR SEUS ATOS!

Só para fazer um paralelo com outro assunto colateral -- a tarefa de checar fontes cabe ao jornalista(?) (:D)
E quanto à corrente que falava na Rede Globo... quer uma falsa fonte mais poderosa que essa?? :P




  One red paper clip

one red paperclipExiste maluco para tudo na Internet. O canadense Kyle MacDonald teve a idéia de trocar um clipe de papel vermelho (isso mesmo que você leu) por uma casa ("ou uma ilha, ou uma casa numa ilha"). Para tanto, desde julho de 2005 ele vem trocando objetos por intermédio de seu blog. Assim, ele trocou o clips por uma caneta em forma de peixe, que, por sua vez, foi trocada por uma maçaneta feita à mão, que então foi trocada por um velho fogão de acampamento, e assim por diante... A oferta atual é a de passar um dia com Alice Cooper. Alguém duvida que o cara vai conseguir chegar lá?
O objetivo do rapaz era levar um ano para comprar a casa. O projeto começou no dia 12 de julho de 2005. MacDonald ainda tem pouco mais de 2 meses para terminar de trocar seu clipe de papel por uma casa :) Qualquer interessado em passar um dia (fazendo o que bem entender) com Alice Cooper pode oferecer seu lance no blog.




sábado, 29 de abril de 2006

  Contra-correntes

Okay, existe algo pior do que receber correntes apocalípticas do Orkut. À medida que os tapados que passaram as correntes adiante vão se dando conta de que aquilo tudo não faz sentido, passam a repassar (redundância intencional) as chamdas contra-correntes. E então chovem mensagens de pessoas reconhecendo o próprio torpor e dispostas a desfazer a idiotice. A mais repassada é esta:

1..O ORKUT NUNCA vai ser pago, mas se vc quiser comprar o meu, eu vendo;
2..Nem eu nem NINGUÉM vai receber o ORKUT 2007 pelo E-mai;
3..Nenhuma criança com câncer, aids ou sei lá o que, vai ganhar 10 centavos a cada mensagem encaminhada
4..Meu CPU ñ vai explodir e minha mãe não vai morrer seca se eu não encaminhar essas msgs;
5..O meu ORKUT NUNCA vai precisar ser recadastrado;
6..Nenhum Backstreet Boy vai morrer a cada 5 MIL "mensagens encaminhadas";
7..Eu Ñ VOU ACHAR BONITINHO se um coqueiro aparecer ao lado de cada um dos meus contatos, ou se cada um deles ficar com uma cor diferente;
8..Nada, eu disse, absolutamente NADA, aparece no na tela do seu computador se vc apertar F5, F8, Fqualquer coisa, depois de encaminhar essas mensagens bestas. Só apertando Ctrl+Alt+ Del.. aí aparece. E vc não precisa mandar nada pra ninguém.
9..Chega de pensar em ganhar dinheiro fácil e vá trabalhar! Essa história de ir ao banco, depositar 1 real e ganhar 1 real todo dia de alguém... pode até acontecer, mas vc vai ter que esperar um bobo mandar $$???
10..A GRANDE MAIORIA das coisas que vcs pensam que pode acontecer com quem ñ encaminhar suas mensagens, Ñ IRÁ ACONTECER!
Nós sentimos muito, mas é verdade... nenhuma criança com câncer ou o que for vai ser curada e ngm vai refazer a vida graças a essas msgs idiotas!

Note que o reconhecimento da própria ignorância é tão amplo que a pessoa reconhece não só que a corrente do Orkut é inválida, como também qualquer outra corrente que tenha ou não repassado na vida...
Comentários sobre cada item:
1. Meu Orkut também está à venda.
2. Nunca recebi a corrente oferecendo o Orkut 2007 por e-mail... Po, minha coleção não está completa! :~~
3. Faltou dizer que as crianças permanecem crianças por muitos anos, pois essas mensagens são repassadas desde os tempos remotos da Internet (década de 90), com os mesmos dados e as mesmas crianças!
4. Viva as repressões idiotas ao final das mensagens!
5. O recadastramento do Orkut não faz parte do item 1? Ou existe outra corrente que também nunca recebi mas que pede apenas o recadastro???
6. Bem que podia ser verdade... (que o 'eu' de 7 anos atrás não esteja ouvindo isso!)
7. Isso seria uma corrente de MSN? Legal! Ela é repassada por MSN ou por e-mail?? :P
8. Bom, teoricamente falando, apertar F5 atualiza a página atual do seu navegador (experimente fazer isso). E se você apertar Ctrl + F5 pode ir além: não só atualiza como renova o histórico de navegação, aumentando as chances de mostrar a última versão da página a ser atualizada... E como a criatura vem me dizer que apertar F5 não leva a nada??? :P Mas muito boa essa do Ctrl + Alt + Del :D Garanto que os tapados que repassam correntes apocalípticas do Orkut não sabiam dessa!!
9. Quanto a essa história de mandar 1 real, também concordo que possa vir a dar certo num mundo ideal e perfeito, em que todos fossem honestos e tapados... :P
10. Sério? Então quer dizer que meu Orkut não vai continuar azulzinho e sem graça?? :P (ou seja, depende do que diz no final de cada mensagem...). Mas, basicamente, ninguém vai ter má sorte no amor se não repassar uma corrente idiota sobre o assunto (a menos que o sentimento de culpa seja tão grande que a pessoa comece a sabotear inconscientemente suas relações amorosas de modo a dar margem para a profecia da corrente se concretizar...).
O único "detalhe" é que a contra-corrente precisar ser repassada, e, assim, aplicam-se a elas todos os pontos negativos de se passar uma corrente adiante... :P

Marcadores:




  Corrente "Orkut Mp3"

Talvez essa versão da corrente do Orkut que recebi hoje por e-mail seja a grande vencedora do prêmio "os idiotas acreditam em tudo":

Nova versão do Orkut 2006, Orkut Mp3, a mais nova renovação do Orkut, você pode ler seus scripts e ouvir as melhores músicas, que está tocando no momento, para conseguir essa nova versão, basta você mandar essa mensagem para 30 pessoas da sua lista, após você enviar todas as mensagens abrirá na página inicial do Orkut a versão Mp3.

- De onde sairiam as músicas?
- Afinal, é Orkut 2006 ou Orkut Mp3?
- O que seria "ler seus scripts"?
- Notaram que o número de pessoas a quem se deve enviar a mensagem cresce a cada corrente? :P
Mas, enfim, essa corrente tem um baixo poder de persuasão, pois falta a ela a ameaça final (e se eu não quiser o Orkut Mp3, o que iria me acontecer comigo? NADA?).

-- para quem gostou da idéia do Orkut com músicas... mude para o MySpace :P

Marcadores:




sexta-feira, 28 de abril de 2006

  Mais correntes apocalípticas do Orkut

Fiz uma busca nos meus e-mails e encontrei algumas versões interessantes da corrente do Orkut pago (-- essas mensagens são de quando eu achava que o Gmail tinha uma capacidade de armazenamento tão grande que eu nunca iria precisar deletar qualquer mensagem; mas, (in)felizmente, desde que implementaram a tecla delete no e-mail, mais da metade das mensagens que eu recebo vão parar direto na lixeira)...

Corrente "Queremos o OrCut Verde"
Mensagem enviada em agosto-2005:

Passe essa mensagem pra 15 pessoas diferentes e seu orkut vai ficar com o fundo verde e passará se chamar OrCut!
Isso não é uma brincadeira, todos ja estão mudando e quem não mudar até o dia 30 deste mês (Agosto) perderá o registro e todos os amigos do Orkut antigo e terá de refazer o cadastro!
Por Favor envie esta mensagem o mais rapido possível! Ou então continue no Orkut mesmo, porém ele vai ser pago a partir de Outubro.

É uma outra versão da corrente que recebi hoje. Ao menos essa dá um prazo maior para o Orkut permanecer gratuito... Mas o que realmente espanta é que faz quase um ano que orkuteiros tapados alimentam o sonho de ver o Orkut verde...


Corrente "Unidos venceremos"
Também recebida em agosto-2005 (vááárias vezes):

O ORKUT VAI SER PAGO...A PARTIR DE OUTUBRO!!!
NÓS TEMOS QUE FAZER ALGO...
Por isso mande para 25 pessoas da sua lista essa menssagem...e irá aparcecer um
orkut atualizado na sua tela!!!
Eu ja fiz isso...faça você também a sua parte!!!

Pelo grau de simplicidade do e-mail, pode se tratar do texto de alguém que, tendo recebido a corrente anterior (ou qualquer outra das variações possíveis), resolveu simplificar a mensagem (ou então pode ter acontecido o contrário: alguém leu essa mensagem no meio de uma abdução extraterrestre e resolveu colocar no meio disso tudo a questão do Orkut ficar verde). A corrente pede para ser repassada para 25 pessoas (é um número mais elevado que as outras), e diz que depois aparecerá um Orkut atualizado na tela. Só que a mensagem não dá detalhes do que seria um Orkut atualizado, e o ser vivo desacerbado que enviar a mensagem para 25 pessoas nunca saberá se contribuiu ou não para evitar que o Orkut seja pago (e, pensando bem, o nexo causal dessa corrente é terrível... qual a relação que seria possível estabelecer entre enviar a mensagem para 25 pessoas e evitar que o Orkut seja pago?? -- a menos que se considere que se você enviar a mensagem para 25 pessoas estará contribuindo para aumentar a revolta entre os usurários do sistema, e cada uma dessas 25 pessoas poderá enviar para outras 25 pessoas, o que aumentará as chances de atingir alguém que se insurja a tal ponto de procurar esclarecimentos junto à Google, ou então que comece um movimento de ajuda aos orkuteiros fanáticos que não concordariam em gastar sequer um centavo com seu vício malévolo. Aí os orkuteiros unidos poderiam fundar uma ONG e promover passeatas e protestos, e tudo o mais que se possa imaginar em prol do Orkut eternamente gratuito, culminando com uma excursão à sede da Google financiada pelo dinheiro daqueles que enviaram a mensagem para 25 pessoas e, por isso, acreditam que não pagam o Orkut porque agora dispõem de uma versão "atualizada" do produto -- seja lá o que isso signifique).

Marcadores:




  Raridade

Curiosidade inútil recebida por e-mail:
Quinta-feira, dia 4, pouco depois da 1 da manhã, teremos um momento raro na história da humanidade: os relógios marcarão 01:02:03 04/05/06
Isso só acontece uma vez a cada século, então, aproveitem! :P \o/




  Orcut verde

Essa ameaça de cacelamento da conta do Orkut é ainda mais sem pé nem cabeça:

Urgente. Mude o seu orkut. mensagem: Passe essa mensagem pra 15 pessoas diferentes e seu orkut vai ficar com o fundo verde e passará se chamar OrCut! Isso não é uma brincadeira, todos ja estão mudando e quem não mudar até o dia 30 deste mês (abril) perderá¡ o registro e todos os amigos do Orkut antigo e terá de refazer o cadastro! Por Favor envie esta mensagem o mais rapido possível! Ou então continue no Orkut mesmo, porém ele vai ser pago entao corre



Ao menos o criador dessa feliz corrente teve a idéia de colocar a data limite (30 de abril), delimitou o número de pessoas que tem que mandar a mensagem (15 pessoas), e ainda colocou severas conseqüências para os que não cumprirem o que manda a corrente: perder todos os amigos e ter de catá-los um por um novamente?? que absurdo!! -- e ter de pagar (o que permite fazer um mega gancho com a corrente recebida ontem - vide post anterior :P).

-- Update - EI! E se eu não quisesse que o meu Orkut ficasse na cor verde??? Po, eu gosto dele azulzinho... :P

Marcadores:




quinta-feira, 27 de abril de 2006

  Desmistificando o mito de que o Orkut vai ser pago

Mensagem que anda circulando pelos contatos do Orkut:

"IMPORTANTE:
FOI CONFIRMADO ONTEM PELA REDE GLOBO QUE O ORKUT VAI PASSAR A SER PAGO. EXATAMENTE, O ORKUT VAI SER PAGO. A ÚNICA MANEIRA DE ISSO NAO ACONTECER EH ATUALIZANDO SEU PERFIL ENVIANDO ESSA MENSAGEM PARA O MÁXIMO DE PESSOAS QUE PUDER. APÓS ENVIAR PARA UMAS 15 OU 20 PESSOAS (O NÚMERO VARIA DE ACORDO COM O NÚMERO DE AMIGOS) APERTE A TECLA 'F5'. O SEU PROFILE INTAO ESTARA ATUALIZADO PARA A VERSAO PLUS DO ORKUT (VERSAO ESTA QUE NAO EH PAGA).
MAS ATENÇAO, QUEM NAO ATUALIZAR SEU ORKUT, OU NAO INSERIR UMA CONTA PARA PAGAMENTO, TERA SEU PROFILE CANCELADO APARTIR DO INICIO DO MES QUE VEM.
ATUALIZE SEU ORKUT O MAIS RÁPIDO POSSIVEL, ASSIM COMO EU"


montagem tosca feita especialmente para ilustrar o post... :P -- a imagem (ainda) NÃO faz parte da mensagem que circula por e-mail!Então é só colocar a Rede Globo no meio que todo mundo volta a acreditar num boato que no passado já tinha sido negado? Interessante essa manipulação que a mídia é capaz de exercer sobre as pessoas...
Esses tempos li um livro da minha mãe sobre gêneros textuais (depois pergunto para ela o nome e venho aqui citar a fonte), e um dos artigos falava do gênero das correntes por e-mail. Aí a autoria faz toda uma divisão dos tipos de correntes que circulam por e-mail, e esboça algumas considerações sobre o que levaria as pessoas a passar uma corrente adiante (mesmo sabendo que é altamente improvável que o Orkut tenha condições de rastrear e-mails, essa mensagem já me foi enviada por pelo menos 15 pessoas). Uma das maneiras de garantir que a corrente seja acreditada é colocar o nome de instituições conhecidas (Rede Globo -- outro exemplo é o que geralmente acontece nas correntes sobre crianças eternamente doentes e eternamente crianças (!) que dependem de e-mails para sobreviver -- esse tipo de e-mail cita nomes de hospitais conhecidos, para dar credibilidade), ou então apresentar uma ameaça ao final (do tipo "se esta mensagem não for enviada para 38173718 pessoas, você quebrará 7 espelhos e terá azar por 49 anos"). Também é levado em consideração o nome de quem passou a corrente para a pessoa. Se é alguém conhecido (laço social forte :P - Comunicação e Multimídia na veia!) a pessoa tem mais chances de levar a sério o conteúdo da mensagem e terá uma maior predisposição para passá-la adiante.
No caso dessa "corrente" do Orkut, ela é manifestamente incoerente. Primeiro, porque tenta vincular o envio de e-mails com um site da Internet (faria mais sentido se a corrente exigisse que a mensagem fosse enviada por scraps, que é um recurso do próprio sistema). Segundo, porque sugere o uso da tecla F5 para atualizar o perfil do Orkut (duh... a tecla F5 é a tecla padrão para atualização dos navegadores) -- se a pessoa realmente enviar para "15 a 20 pessoas" a corrente, e apertar F5 em seu perfil, vai notar que a página vai se atualizar, e poderá pensar que seu perfil estará atualizado para a versão plus -- o que nos leva ao terceiro ponto: Qual o sentido de dar a versão plus para quem não paga o Orkut? Não deveria ser o contrário? Quarto, a pessoa que criou a corrente estabeleceu o número de amigos entre 15 e 20 pessoas. Mas obviamente ninguém vai ficar selecionando os amigos que irá enviar, e simplesmente manda para todos os amigos. Quinto, a corrente diz que o número de pessoas que se deve enviar varia conforme o número de amigos -- é para enviar para uma porcentagem desse número, ou para todos os amigos? Sendo esta última a hipótese verdadeira, é altamente improvável que alguém tenha de 15 a 20 amigos (a menos que a pessoa que tenha criado a corrente tenha esse reduzido número de amigos e obviamente, nesse caso, não entenda nada de Orkut).
Outro fato interessante é que a corrente possui uma forte repressão no final. Caso a pessoa não atualize o seu perfil (envio da mensagem para amigos + tecla F5), ela terá negado seu acesso ao sistema (ohhhh! que coisa mais cruel!!!) a partir do mês que vem. Considerando-se que essa mensagem já circula há vários dias... Será que o "mês que vem" já não passou há muito tempo? :P
Bom... e para acabar de vez com a hipótese de quem ainda (apesar de toda essa explicação) acredita que o Orkut poderá ser pago (ei! O Orkut é da Google! Eles não cobram por nada :P)... nos anúncios do site é possível ler um aviso da equipe que diz que o orkut é "a free service and there are currently no plans to make orkut a paid service". E para quem ainda tem dúvidas, a nota ainda diz mais sobre as mensagens: "it's likely a hoax".

A corrente faria mais sentido se redigida assim:

"Foi confirmado ontem pela Rede Globo que o Orkut vai passar a ser pago a partir de maio. Exatamente, o Orkut vai ser pago! A única maneira de evitar que isso aconteça é atualizar seu perfil. Isso pode ser feito através do envio desta mensagem por scrap para o maior número de pessoas que você puder, no mínimo 15. Após o envio, volte à página de seu perfil, e aperte F5. Seu profile será então atualizado para a versão não paga do Orkut.
Mas atenção, quem não atualizar o seu Orkut, ou não inserir uma conta para pagamento nas configurações pessoais, terá seu cadastro cancelado a partir do início de maio. Atualize o seu perfil o mais rápido possível, assim como EU."*


Aliás -- consideração final -- quem seria esse tal de EU? (a pessoa que criou a corrente, ou o amigo que decidiu passá-la adiante?).

* P.S.: Obviamente, NÃO PASSE ISSO ADIANTE. Esse post era só para mostrar o quanto as correntes por e-mail não fazem sentido, e mesmo assim são acreditadas... :P

Marcadores:




quarta-feira, 26 de abril de 2006

  100 melhores produtos de 2005

Talvez isso não seja novidade para muita gente, mas... O Google ficou em 16° na lista da revista PCWorld dos 100 melhores produtos de 2005. O Gmail ficou em segundo lugar, e a primeira posição ficou com o Firefox.
A informação foi retirada do e-mail de boas vindas do Gmail :P

Marcadores:




  Jornal 24 horas

O jornal espanhol "El País" lançou o primeiro jornal de papel atualizado permanentemente. No site do jornal, as notícias são atualizadas de minuto a minuto, e o usuário pode acessá-lo a qualquer momento para imprimir a versão mais atualizada. A versão imprimível tem cerca de 15 páginas, e ocupa pouco mais de 1Mb em .pdf.
Quero ver conseguirem fazer um dia um jornal de papel que se atualize sozinho, sem o auxílio da internet. Aí sim estaremos falando de uma verdadeira novidade... :P

Obs.: Globalização é você entrar num site em francês, ler sobre um jornal em espanhol, postar no blog em português, e deixar um comentário sobre o jornal em inglês no stumble upon...

Marcadores:




terça-feira, 25 de abril de 2006

  Hino de Gana

Considerações sobre a notícia "Rei mecânico grava em alemão o hino de Gana para a Copa", do dia 18/04, no Último Segundo (também saiu no Terra):

Ela fala sobre:
- Um rei
- Que tem uma oficina mecânica com três funcionários
- Que governa uma região Gana, mas mora na Alemanha
- Que governa pela Internet
- Que tem um irmão que por ser canhoto é impuro (?)
- Que levou 12 facadas na cerimônia de posse
- Que tem uma foto duvidosa em cima de dois tigres (no sentido de que pode ser montagem)
- Que já gravou uma musiquinha natalina em CD
- E, finalmente, que gravou o hino de Gana para a Copa -- em alemão!

Dá para acreditar numa coisa dessas? :P




sábado, 22 de abril de 2006

  Profile views no Orkut 2 - como burlar a 'lei'

Menos de 48 horas depois da implementação do sistema de contagem de visitas dos perfis no Orkut, e o número de perfis falsos do sistema já aumenta exponencialmente :P Não deu muito certo a idéia de só permitir ver quem é visto: basta criar um perfil falso com a opção desativada, e utilizá-lo para (continuar a) fuxicar a vida dos outros. Não duvido que a moda passe a ser todo mundo ter perfil duplicado no Orkut... :P -- Palavra de quem vai passar a usar o perfil do cachorro para espiar a vida alheia... (não que eu costume fazer isso, mas... é mais saudável fazer de forma anônima).

Marcadores:




  Profile views no Orkut

A antiga ferramenta do Orkut de contagem do número de acessos de cada perfil está de volta, em versão remasterizada. Agora, além de apresentar o número total de acessos que cada perfil tem (felizmente, na versão 2.0 esse número fica visível apenas para o dono da página), o software também se encarrega de mostrar uma listagem das últimas pessoas (com os respectivos links para seus profiles) que acessaram um determinado perfil. O ranking também mostra o número total de acessos no dia anterior, para os mais afoitos em descobrir o quão freqüentemente são bisbilhotados. O recurso, que é quase igual a um contador de visitas de websites, oferece ainda uma opção adicional: quem quiser permanecer surfando no Orkut anonimamente poderá fazê-lo como sempre o fez, mediante marcação de tal opção nas configurações do site. Entretanto, vale a regra de Talião. O preço a pagar por não ser visto é o de também não poder ver: a ‘punição’ para quem desmarca a opção é a de perder o acesso a seus próprios profile views. Nada mais justo.

Marcadores:




  Tablóides brasileiros

Matéria da Veja de 26 de abril (aliás, qual o sentido de enviar no sábado a revista de quarta-feira? Por que não colocar então a data do próprio sábado em que as revista são remetidas, já que os assuntos estarão desatualizados de qualquer jeito quando chegar a quarta-feira?) fala sobre a tendência atual dos jornais brasileiros de copiarem o modelo de tablóide de jornais ingleses. O objetivo é chamar a atenção do leitor, e a estratégia vem sendo utilizada por jornais tradicionais que perderam parte de seus leitores (como o Jornal do Brasil) ou por grupos jornalísticos que descobriram no jornal popular um filão que gera receitas. Esses últimos são pequenos jornais vendidos a preços módicos (como o Aqui, dos Diários Associados, que circula em Brasília e Belo Horizonte por 25 centavos a unidade) que apresentam matérias pouco aprofundadas sobre os fatos mais importantes de cada dia, geralmente tratando de assuntos de interesse local. Esses jornais têm o tamanho ideal para quem quer algo para ler no trajeto de casa até o trabalho, ou em pequenos momentos de folga na hora do almoço. O objetivo é criar o hábito de leitura nas pessoas que normalmente não lêem jornal (por ser muito caro, ou por uma suposta ‘falta de tempo’), para que depois busquem maiores informações e aprofundamento dos assuntos no jornal tradicional.
No jornal em formato tablóide, o tamanho do papel é reduzido (para uma melhor mobilidade e facilidade de leitura), as matérias recebem tratamento visual diferenciado (tabelas, fotos, gráficos), os textos são simplificados, os temas tratados são de interesse geral, e as cores predominam – enfim, tudo que possa ser usado para chamar a atenção do leitor e facilitar a compreensão do assunto tratado. Será esta uma tendência generalizada? Alguém consegue imaginar a Folha ou o Estadão em formato tablóide?




sexta-feira, 21 de abril de 2006

  Mensalão

Só fui entender direito o que é/era o mensalão quando li o relatório da denúncia do Ministério Público contra os envolvidos no esquema. O documento coloca José Dirceu como o principal articulador do movimento, e contém outros 39 nomes de suspeitos envolvidos. O mensalão é definido como uma organização criminosa com ramificações variadas e estrutura complexa. A organização era dividida em três núcleos: o político-partidário (José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares, Sílvio Pereira – para manter o PT no poder, comprava suporte político de outros partidos), o publicitário (Marcos Valério e cia Ltda. – recebia vantagens indevidas em contratos de publicidade) e o financeiro (galera do Banco Rural - facilitava a operação de lavagem de dinheiro).
A denúncia foi feita pelo Procurador-geral da República (chefe do MP, órgão auxiliar do Judiciário brasileiro). Se aceita pelo Supremo Tribunal Federal, ainda poderá levar um bom tempo para a se desenvolver, porque cada advogado de cada um dos indiciados tem direito a ter acesso aos autos do processo por um determinado período de tempo. Pode ser que só no ano que vem isso surta efeitos. Mas é bom ver que medidas estão sendo tomadas para reduzir os índices de corrupção no país.
O mensalão tornou-se público com a denúncia do ex-deputado, então presidente do PTB, Roberto Jefferson. Ele dizia fazer parte de um esquema de corrupção no qual os parlamentares recebiam periodicamente recursos ‘não contabilizados’ do PT, em razão de seu apoio ao governo federal. O PT utilizava-se de duas formas para garantir o apoio dos parlamentares ao governo: ou como loteamento político de cargos públicos, ou distribuição de mesadas aos parlamentares. Marcos Valério era quem fazia a distribuição do dinheiro.
De acordo com os resultados da investigação do MP, as denúncias feitas por Roberto Jefferson na CPMI da compra de votos foram comprovadas. Entretanto, a origem dos recursos ainda não foi identificada (existiu o mensalão, foi crime, mas ninguém conseguiu descobrir de onde saía o dinheiro? Fala sério!).
A promessa de investigação do MP era a de produzir mais resultados que as CPIs. No fim, o que pareceu é que o relatório do MP é bem mais completo e detalhado que o das CPIs, mas não traz praticamente nada de novo.

Alguns trechos do documento:

“[A] análise das movimentações financeiras dos investigados e das operações realizadas pelas instituições financeiras envolvidas no esquema demonstra que estes, fazendo tabula rasa da legislação vigente, mantinham um intenso mecanismo de lavagem de dinheiro com a omissão dos órgãos de controle, uma que possuíam o apoio político, administrativo e operacional de José Dirceu, que integrava o Governo e a cúpula do Partido dos Trabalhadores.”

“Os denunciados operacionalizaram desvio de recursos públicos, concessões de benefícios indevidos a particulares em troca de dinheiro e compra de apoio político, condutas que caracterizam os crimes de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, corrupção e evasão de divisas.”

“O conjunto probatório produzido no âmbito do presente inquérito demonstra a existência de uma sofisticada organização criminosa, dividida em setores de atuação, que se estruturou profissionalmente para a prática de crimes como peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, gestão fraudulenta, além das mais diversas formas de fraude.”

“As provas colhidas no curso do Inquérito demonstram exatamente a existência de uma complexa organização criminosa, dividida em três partes distintas, embora interligadas em sucessivas operações”

“Roberto Jefferson, com o conhecimento de quem vendia apoio político à organização delitiva ora denunciada, em todos os depoimentos prestados, apontou José Dirceu como o criador do esquema do ‘mensalão’”.

Marcadores:




quinta-feira, 20 de abril de 2006

  Protesto divertido

Da Zero Hora de hoje:
Um advogado de Cruz Alta, indignado com o baixo valor dos honorários recebidos pela prestação de seus serviços numa ação contra o Ipergs, decidiu utilizar os R$12,48 que receberia pela ação na compra de quatro rolos de papel higiênico de cor pêssego. O objetivo é prostestar contra a baixa remuneração (fixada em 1% pelo juiz da execução), e também fornecer papel higiênico para o banheiro do Fórum, que, segundo o advogado, está sempre sem papel.
O mundo jurídico está definitivamente em decadência... :P




quarta-feira, 19 de abril de 2006

  Alckmin nas eleições 2006

No início do semestre, o professor de Marketing Político tinha pedido que a gente entregasse no dia 20 de abril um texto que contivesse uma análise de um fato político. Como a data de entrega coincidia com a de muitas provas, decidi me adiantar e fazer o trabalho um pouco antes. Aí fiquei um domingo inteiro decidindo sobre o que fazer e pesquisando informações sobre o fato a ser analisado. Escolhi um fato bem bizarro, mas que tivesse potencial para ser desenvolvido (os índices de intenção de voto para Geraldo Alckmin nas eleições 2006, e os motivos pelos quais sua candidatura não estava dando certo). Meu texto não ficou lá muito bom, mas tinha suas 8 páginas... Aí nesta segunda-feira encontrei com o professor e resolvi perguntar sobre como era para ser feito o trabalho. Ele falou que era para escrever um artigo de 1 página ("no máximo duas")... ¬¬
Bom, resumindo... antes que eu cortasse os pulsos ou me jogasse pela janela (pena que eu moro no segundo andar habitado... o impacto não ia ser tão grande assim :P), decidi que ao menos ia aproveitar o texto para alguma coisa. Meu domingo não foi em vão, ao menos serviu para que eu tivesse um post para o blog no dia de hoje (yay!).
Então, se alguém tiver curiosidade em saber sobre a candidatura do Alckmin... Divirta-se!

* Análise da evolução de Geraldo Alckmin nas pesquisas eleitorais

P.S.: Só quero ver eu conseguir resumir esse texto todo para as míseras "uma, no máximo duas páginas" que o professor quer...




domingo, 16 de abril de 2006

  Nova (re)descoberta

Dando continuidade a minha exploração da pasta Favoritos, encontrei a página pessoal de Howard Rheingold na pasta "Stumbles". Ali consta que a data do primeiro acesso foi em 28 de outubro de 2005. E como é que eu não tinha lido "The Virtual Community" ainda? :P




  Passeando pelos favoritos

Este artigo do NYTimes é/era tri massa. Fala de como os sites americanos de notícias já estão começando a colocar dois títulos em suas reportagens: um para captar a atenção do leitor humano, na página inicial dos sites; e outro na própria matéria, escrito especialmente para que os agregadores de notícias (tipo o Google News) possam localizá-lo.
O legal de colocar uma página nos favoritos na categoria "Outros" é que obviamente eu não tenho a mínima idéia de como cheguei até lá... Mas provavelmente foi através de algum e-mail, site, blog, ou pelo StumbleUpon mesmo... É bom fazer uma faxina nos bookmarks de tempos em tempos :) (o próximo da lista na categoria 'Outros' é um site que explica como contribuir para a Wikipedia. Em qual categoria devo colocá-lo? Educação? Web? Ambas? :P).




sábado, 15 de abril de 2006

  Quem matou o coelhinho da Páscoa?

Por que as pessoas não se empolgam mais com a Páscoa? Antigamente (na época de outrora, sabe? aquela que os tempos não trazem mais) todos ficavam felizes quando a Páscoa se aproximava. As lojas faziam decorações mirabolantes, as pessoas elaboravam planos do que fazer na data, as crianças escolhiam seus ovos com base no sabor (e não no brinquedinho que vem dentro), as famílias se reuniam... Era tudo tão mais mágico, tão mais meigo.
Escolhi como pauta de Foto o tema de Páscoa, mas não encontrei nada de decoração nas lojas de Pelotas. E tinha muito pouca coisa em Bagé. No comércio, o espírito de Páscoa já era.
E em termos de viagens também há decadência. No meu retorno de Bagé para Pelotas, em pleno sábado de véspera de Páscoa, achei que o ônibus ia estar lotado (até comprei a passagem com três dias de antecedência!), e, no entanto, o ônibus estava completamente vazio (o que não impedia que houvesse os velhos chatos habituais de sempre, como uma cara esparramado do meu lado – sem que restasse espaço para meus braços, pernas, livro, bolsa e bagagem de mão – e um menininho sem noção dando socos a partir do banco de trás). E não adianta alegar que talvez as pessoas estivessem fazendo o caminho inverso (Pelotas-Bagé) porque os dois ônibus se cruzam (perfect timing?) no meio do caminho em Pinheiro Machado. O outro ônibus estava igualmente vazio. A minha mala ficou o tempo todo sacolejando sozinha no bagageiro, sem outras malas para ampará-la (aliteração intencional), sem nada que evitasse que ela se debatesse (em vão?) no vazio.
Mas o que mais me impressiona é o fato de as pessoas não estarem mais dando a mínima para a Páscoa. Nas ruas, não há nada de coelhinhos. Diferente do que acontece no Natal, em que há um Papai Noel a cada esquina, e as pobres crianças que ainda acreditam na magia do Natal (são poucas, hoje em dia) são enroladas com desculpas bizarras que tentam explicar a multiplicidade de papais noéis, quando, no fundo, mal conseguem disfarçar a decadência da infância. Lá em Bagé tem até uma loja que todo Natal contrata um carinha para distribuir balas vestido de Papai Noel. Na minha infância eu tinha medo desse carinha, porque ele usava uma daquelas máscaras assustadoras de plástico (mistura de Chucky com Fidel Castro). Mas eu ia lá e pegava uma balinha mesmo assim. Hoje passei por essa loja, na esperança de encontrar alguém vestido de coelhinho. Mas não havia nada, nem ao menos alguma decoração fajuta ou alguma alusão ao fato de hoje ser véspera de Páscoa.
Tudo bem que a religiosidade esteja meio em decadência e tudo o mais, mas poxa, a Páscoa é um feriado religioso, tal qual o Natal. Por que um abismo tão intenso entre um e outro? (lembrar morte e ressurreição é triste, mas lembrar o nascimento do bebê-cristo é divertido? Esses católicos são muito esquisitos...). Afora todo o apelo comercial que ronda ambas as datas, é tempo de refletir e repensar valores. O coelho simboliza a reprodução. O ovo representa o nascimento. (O chocolate é mero apelo comercial?). Que idéia mais linda e maravilhosa a de um coelho ovíparo para simbolizar a ressurreição! (Não vou nem entrar no mérito da questão de um coelho que pode botar ovos, ainda por cima de chocolate, para não estragar a reflexão).
Sinceramente, acho que a Páscoa está se transformando num verdadeiro dia das mães – uma data móvel sem sentido que só serve para tirar dinheiro das pessoas. Ou acaso alguém ainda desembala um ovo lembrando que Jesus morreu na cruz pelos cristãos? Ah, enfim, ninguém morreu em favor dos ateus, e mesmo assim me reservo no direito de me sentir indignada com o tratamento que os cristãos estão dispensando à Páscoa. Não fosse pela negligência deles eu não teria precisado ir para Bagé para tirar fotos :P

Um Feliz Natal a todos! Porque a Páscoa, tal qual Jesus, definitivamente já morreu (mas talvez ela ainda ressuscite...)




sexta-feira, 14 de abril de 2006

  Miguel Reale

Miguel Reale, um dos maiores juristas do país, morreu nesta madrugada, aos 95 anos de idade, vítima de enfarte. É uma grande perda para o mundo jurídico.




  Bush

Make your Own Bush Speech. Legalzinho, até. Destaque para o visual 'Ronald McDonald' do presidente Bush.




quarta-feira, 12 de abril de 2006

  Feriados

Alguém já parou para pensar em, ou se deu conta de que, dos próximos 20 dias, pelo menos 10 serão dedicados a feriados ou fins de semana? É muita folga!! E com certeza daria para aproveitar bem mais, não fosse o fato de que vou ter 7 provas espalhadas entre os três feriados ¬¬
Viva o ócio!(para quem pode curti-lo) :)

Programação para o primeiro feriado (não que alguém tenha algo a ver com isso... :P):
Amanhã e sexta - Bagé
Sábado - Pelotas - programa de Rádio (Alfa FM, 94.5Mhz, 18h - sorteio de um ovo de Páscoa -- única maneira que a gente encontrou de garantir que alguém nos ouça :P)
Domingo - Pelotas - estudar paras provas de TGP e Comunicação e Multimídia




terça-feira, 11 de abril de 2006

  Vídeos

YouTube.com. Postar vídeos vai ser a nova mania da Internet? (Quanto tempo até começarem a barrar o cadastro de brasileiros? :P)



domingo, 9 de abril de 2006

  Licitação

Edital n° 000000001/2006


CONCORRÊNCIA PÚBLICA GERAL para gravação de um programa de rádio, no dia 15 de abril de 2006, das 18h às 19h30.

O presente edital comunica aos interessados que o BLOG IUS COMMUNICATIO, através da parte de comentários, estará recebendo documentação e propostas de famílias ou pessoas interessadas em efetuar a gravação em fita de um programa de Rádio. As propostas poderão ser encaminhadas, do dia 9 de abril de 2006, às 15 horas, até o dia 12 de abril de 2006, às 22 horas, na parte de comentários deste post.
Esta LICITAÇÃO, cujo objeto será realizado sob regime de escolha arbitrária por apresentação da melhor proposta, e julgamento conforme relação custo/benefício, é regida pela futura lei n° 0001, que deverá reger as contratações efetuadas a partir deste blog, e pela lei federal n° 8.666/93, que rege as licitações públicas em geral.


1. DO OBJETO

1.1 Constitui objeto da presente Concorrência Pública a contratação de família disposta a efetuar a gravação do programa de rádio "Rádio Zero", a ser veiculado pela Rádio Alfa (94.5 FM) no dia 15 de abril de 2006 (véspera do feriado de Páscoa), às 18 horas, com duração de uma hora e trinta minutos.
1.2 Como medida opcional, o contratado poderá ou não ligar para concorrer ao sorteio do Ovo de Páscoa que ocorrerá durante o programa, sendo preferível que ligue, pois uma família dedicada o faria.


2. ESCLARECIMENTOS

2.1 Quaisquer dúvidas e esclarecimentos sobre o presente EDITAL, deverão ser solicitadas por escrito à autora deste blog, por intermédio do sistema de comentários ou por e-mail. Cópias escritas das dúvidas - sem identificação da origem - poderão ser publicadas no presente blog, com as respectivas respostas.
2.1.1 Em casos excepcionais serão admitidas dúvidas por telefone, convencional ou celular
2.2 As impugnações deverão ser interpostas conforme parágrafos 1°, 2° e 3° do artigo 41 da lei n° 8.666/93. Decairá do direito de impugnar os termos do EDITAL aquele licitante que não o fizer até o segundo dia útil que anteceder à leitura final dos comentários deste post (ou seja, amanhã).


3. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

3.1 Poderão participar desta LICITAÇÃO quaisquer pessoas que, na fase de habilitação, comprovarem possuir os requisitos de qualificação exigidos para a execução do objeto deste EDITAL, admitindo-se, em casos especiais, que se trate de uma única pessoa ao invés de uma família.
3.1.1 Em caso de famílias, deverá ser explicitado o percentual de participação de cada integrante da mesma na consecução da tarefa.


4. HABILITAÇÃO DOS PARTICIPANTES

4.1 A habilitação das famílias ou pessoas para participarem da presente LICITAÇÃO será determinada pelo preenchimento dos seguintes requisitos:
a) Residir, ou estar na cidade de Pelotas-RS na data e hora estipuladas.
b) Possuir um aparelho de som que possua a opção de se gravar direto de rádio para fitas cassete.
b.1) As fitas serão fornecidas pela pessoa da contratante.
c) Assinar declaração dizendo que acompanhará o programa do começo ao fim.


5. PROPOSTA

5.1 A proposta de participação deve ser apresentada conforme estipulado na abertura deste edital (via comentário neste post).
5.2 Na proposta deverão estar incluídas as devidas ressalvas, e se a pessoa está disposta ou não a telefonar para a rádio para concorrer ao Ovo.
5.3 Deixar claro também se a pessoa está disposta a gravar o programa inteiro, ou se também aceitaria gravá-lo sem os intervalos.


6 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

6.1 O licitante deverá estar em casa no dia para efetuar a gravação, não se admitindo desculpas esfarrapadas após a escolha definitiva.


Pelotas, 9 de abril de 2006.


Gabriela da Silva Zago



---


Brincadeiras à parte... como minha família (insensível) vai estar toda em Bagé no dia do meu (nosso; eu + Vivi) programa de rádio para a faculdade, a única solução que encontrei é tentar contratar uma família para gravar o programa para mim :P

Marcadores:




sábado, 8 de abril de 2006

  Multitarefa

Interessante o artigo “The Multitasking Generation”, capa da edição de 27 de março da Time Magazine.
A denominação 'Geração M' vem de um estudo da Kaiser Family Foundation, que percebeu que crianças e adolescentes têm cada vez mais utilizado os novos meios eletrônicos (computador, internet, video game) em detrimento dos ‘antigos’ (TV, livros e música); além de estarem cada vez mais usando mais de um meio ao mesmo tempo (tipo assistir a um seriado, enquanto se está na Internet e ouvindo música).
Mas essa tendência de fazer muitas coisas ao mesmo tempo não se restringe apenas a crianças e adolescentes. Cada vez mais essa se torna uma exigência para todos de uma sociedade ‘tecnologizada’. E, com tanta tarefa executada ao mesmo tempo, estamos perdendo o tempo para pensar e refletir... O que geralmente ocorre é que a pessoa que faz mais de uma tarefa ao mesmo tempo (ou que fique se alternando entre uma e outra tarefa) acaba cometendo vários erros, e leva bem mais tempo do que levaria se fizesse uma coisa depois da outra, com uma pausa para reflexão entre elas.
Ao menos tem um lado positivo: os estudantes da Geração M são geralmente muito bons em encontrar e manipular informações :)
(Ao postar aqui neste blog enquanto leio artigos na Internet, converso no MSN e devoro um sanduíche, estou me sentindo uma verdadeira criança multitarefa :P)




  Dan Brown inocentado

Terminou ontem em Londres o julgamento do escritor Dan Brown. Ele foi inocentado da acusação de plágio, movida pelos historiadores Michael Baigent e Richard Leigh, autores do livro "The Holy Blood and the Holy Grail". Para o veredito, permaneceu a idéia de que não é ilegal utilizar-se de algumas idéias de algum livro, desde que não sejam copiadas as formas de expressão do conteúdo. Dan Brown em nenhum momento negou que tenha utilizado o livro dos autores ingleses como inspiração para escrever "O Código da Vinci". O que ficou provado é que ele agiu dentro dos limites da lei.
De qualquer modo, o autor sentiu-se aliviado após a decisão final, e informou que já voltou a trabalhar em seu próximo livro. E, no meio disso tudo, o filme sobre O Código da Vinci, com Tom Hanks no elenco e direção de Ron Howard, tem previsão de estréia para 19 de maio nos EUA :)

(Enfim, mas nada me tira da cabeça a idéia de que esse julgamento foi 'plantado' apenas para promover o filme... :P)

Marcadores:




quinta-feira, 6 de abril de 2006

  Esqueci de colocar um título

E só para não dizerem que eu não posto nada... Meu boletim de Rádio de hoje:

"O presidente Lula recebeu o presidente da CBF Ricardo Teixeira esta semana no Palácio do Planalto. No encontro, Lula prometeu empenhar-se para que a Copa de 2014 seja realizada no Brasil. A decisão sobre o Mundial de 2014 deve acontecer até o final do ano. Se o rodízio de continentes da Fifa for respeitado, a Copa de 2014 deverá ser em algum país da América do Sul, e o Brasil é um forte candidato.
A Copa deste ano será na Alemanha, e a de 2010 será na África do Sul."


:)



  Em busca de motivo

Estou passando por uma crise de identidade básica. Parece que nada do que eu faço dá certo. Parece que nada faz sentido, nada produz efeito, nada tem um motivo. Aaaa. Hoje na aula optativa de tarde a prof. perguntou por que eu tinha escolhido fazer aquela matéria. Não consegui nem ao menos justificar por que eu faço Direito!... (mas será que pra tudo na vida a gente tem que ter um motivo?)
De qualquer modo, reservo-me no direito de me auto-atribuir o adjetivo desmotivada (no sentido mais-que-geral do termo: quero um motivo para viver a vida!) :P




sábado, 1 de abril de 2006

  Viagem de ônibus

Quanto mais eu viajo de ônibus, mais eu admiro o avião. O ônibus que faz a linha Pelotas-Bagé é particularmente terrível. Tinha até me desacostumado ao ritmo errante da viagem (já que fazia quase 2 meses que eu não vinha para casa :P -- filha desnaturada).
O ônibus parou em tudo quanto é paradinha de beira de estrada. Quando meu estômago estava prestes a se acostumar com o ritmo meio tortuoso de leitura, era só o veículo desacelerar um poquinho para o pacote de Doritos que comi logo antes de embarcar querer sair para fora de qualquer jeito. E dá-lhe concentrar o olhar em um ponto fixo até o enjôo passar! Não bastasse isso, ainda era preciso aturar os passageiros felizes que decidem que o melhor lugar do mundo para colocar uma conversa particular em dia é dentro de um ônibus lotado! Tudo bem que a liberdade de expressão é um direito constitucionalmente protegido e tudo o mais, mas pô, um pouquinho de "Semancol" não faz mal a ninguém. E o direito ao silêncio, aonde é que fica? Aqueles que querem ler precisam se submeter às vontades (soberanas?) dos que desejam conversar? (ou vice-versa?). Haveria uma vontade que se sobrepusesse à outra? Ora, como em toda teoria, há de se ter a tese (direito ao silêncio), a antítese (conversas altas), e a síntese (meio termo -- conversas em tom baixo, leituras superficiais). E olha que nem pretendo entrar no mérito das crianças que choram por qualquer motivo, até porque elas não tem culpa de tentar quebrar a barreira do som a cada vez que aquele ônibus sacode... :P
-- Em tempo... A grande vantagem do avião é que, numa hipotética viagem de pouco mais de 3 horas (tipo Porto Alegre-Porto Seguro), é perfeitamente possível ler durante 3 horas. O mesmo tempo de viagem, em trecho rodoviário (leia-se Pelotas-Bagé), torna impraticável a leitura: o ônibus pára em todas as rodoviárias de cidades ao longo da rodovia, em todas as estradinhas transversais, em todas as paradas de ônibus do caminho... E isso enche o saco! (Imagine como seria se o avião obrigatoriamente tivesse de parar em todos os aeroportos no caminho!! Fora a (pseudo-)vantagem gastronômica -- um zilhão de lanchinhos infames, yay! -- não teria graça nenhuma ficar o tempo todo alternando entre os procedimentos de pouso e decolagem. Tecnicamente, é isso o que acontece no ônibus pinga-pinga -- exceto, infelizmente, pela parte dos lanches. E também que não nos avisam quando vão parar -- simplesmente param.
Enfim, não fosse pelas (benditas) três horas que me separam de minha família, talvez eu nunca tivesse tido a oportunidade de desenvolver um pensamento próprio (eu penso?). Viva a (bem) (relativa) independência! \o/ (Viva os ônibus? --Blergh... Essa é difícil de admitir... :P -- "No creo en brujas. Pero que las hay, las hay.").




  Bobos

Ah, sim... Feliz dia dos bobos! :)



  Placa

Sabe aquelas placas que tem na frente de certas empresas e dizem algo como "Estamos trabalhando há 1728172981 dias sem acidentes de percurso. Nosso recorde é 71627816371."? Pois é, estou pensando em elaborar um ranking parecido para determinar há quanto tempo estou imune dos passarinhos sacanas. Hoje ao chegar na faculdade hesitei bastante antes de me aventurar por baixo das árvores. Imaginei que estaria imune a este mal por já ter sido atingida outra vez esta semana. Mas não, os passarinhos não perdoam... Nem mesmo quando a gente se lembra de lembrar que eles existem e que são sacanas! :P
Então, eis minha nova "placa":
"Estou chegando na faculdade há 0 dias sem acidentes de percurso. Meu recorde é de 375 dias."


flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner