sábado, 1 de abril de 2006

  Viagem de ônibus

Quanto mais eu viajo de ônibus, mais eu admiro o avião. O ônibus que faz a linha Pelotas-Bagé é particularmente terrível. Tinha até me desacostumado ao ritmo errante da viagem (já que fazia quase 2 meses que eu não vinha para casa :P -- filha desnaturada).
O ônibus parou em tudo quanto é paradinha de beira de estrada. Quando meu estômago estava prestes a se acostumar com o ritmo meio tortuoso de leitura, era só o veículo desacelerar um poquinho para o pacote de Doritos que comi logo antes de embarcar querer sair para fora de qualquer jeito. E dá-lhe concentrar o olhar em um ponto fixo até o enjôo passar! Não bastasse isso, ainda era preciso aturar os passageiros felizes que decidem que o melhor lugar do mundo para colocar uma conversa particular em dia é dentro de um ônibus lotado! Tudo bem que a liberdade de expressão é um direito constitucionalmente protegido e tudo o mais, mas pô, um pouquinho de "Semancol" não faz mal a ninguém. E o direito ao silêncio, aonde é que fica? Aqueles que querem ler precisam se submeter às vontades (soberanas?) dos que desejam conversar? (ou vice-versa?). Haveria uma vontade que se sobrepusesse à outra? Ora, como em toda teoria, há de se ter a tese (direito ao silêncio), a antítese (conversas altas), e a síntese (meio termo -- conversas em tom baixo, leituras superficiais). E olha que nem pretendo entrar no mérito das crianças que choram por qualquer motivo, até porque elas não tem culpa de tentar quebrar a barreira do som a cada vez que aquele ônibus sacode... :P
-- Em tempo... A grande vantagem do avião é que, numa hipotética viagem de pouco mais de 3 horas (tipo Porto Alegre-Porto Seguro), é perfeitamente possível ler durante 3 horas. O mesmo tempo de viagem, em trecho rodoviário (leia-se Pelotas-Bagé), torna impraticável a leitura: o ônibus pára em todas as rodoviárias de cidades ao longo da rodovia, em todas as estradinhas transversais, em todas as paradas de ônibus do caminho... E isso enche o saco! (Imagine como seria se o avião obrigatoriamente tivesse de parar em todos os aeroportos no caminho!! Fora a (pseudo-)vantagem gastronômica -- um zilhão de lanchinhos infames, yay! -- não teria graça nenhuma ficar o tempo todo alternando entre os procedimentos de pouso e decolagem. Tecnicamente, é isso o que acontece no ônibus pinga-pinga -- exceto, infelizmente, pela parte dos lanches. E também que não nos avisam quando vão parar -- simplesmente param.
Enfim, não fosse pelas (benditas) três horas que me separam de minha família, talvez eu nunca tivesse tido a oportunidade de desenvolver um pensamento próprio (eu penso?). Viva a (bem) (relativa) independência! \o/ (Viva os ônibus? --Blergh... Essa é difícil de admitir... :P -- "No creo en brujas. Pero que las hay, las hay.").




Comentários:

Blogger If I need you I'll just use your simple name disse:
Eita! Passei um tempão sem pc mesmo! Olha o tanto de posts! Hehe!! Vamos lá, alguns eu devo comentar. Primeiro... uma vez eu estava lendo no ônibus e uma mulher disse que fazia mal, que eu podia deslocar minha retina ou algo do tipo. Será verdade? Meu conhecimento médico se resume ao povo de E.R. entubando pacientes e dando choques e eu achando legal euhauheuahe. Segundo... ninguém mentiu pra mim hoje. Se mentiram, passou despercebido. Terceiro... eu não gosto de passarinhos, ainda mais quando cantam mto alto ou não tem "educação". Quarto... o episódio da televisão foi muito bom! Desculpa, mas eu tô rindo de ti até agora! E por último, é bom saber que eu vou poder comprar o brinquedinho do mclanche feliz \o/ Mas, provavelmente será uma fortuna ¬¬. No Mcdonalds daí eles tbm vendem 1 maçã por R$1,00? Aff, absurdo.
Bom, é isso. Ah, e uma pgta: é vero que a Rory e Logan vão casar? Tô por fora mesmo.
 
Anonymous Carol Souza disse:
Entendo bem isso... quando viajo de AG pra pel ou vice versa eu passo a viagem toda batendo fotos... uhauhauah

coisa de louco isso.

beijo!
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner