sábado, 15 de setembro de 2007

  Em busca de idéias

Preciso urgentemente ter idéias! O normal é que elas apareçam sem ter que procurá-las. Elas costumam brotar assim, do nada, espontaneamente. (Na verdade, não é bem do nada. Elas precisam de todo um contexto especial para surgirem. Um contexto que propicie que elas surjam, ao menos aparentemente, a partir do nada. Um contexto em que não seja preciso se preocupar com nada, para que o nada gere idéias - uma mente livre de preocupações consegue ter idéias; sob pressão, não criamos, apenas reproduzimos técnicas repetidas). Quando menos se espera, eis que surge uma idéia.

Lembro de um desenho que vi muito tempo atrás (algo como 2003) no Canal Futura (nos tempos em que eu ainda assistia televisão, em que eu ainda acreditava no potencial pedagógico dos meios), no qual as idéias (graficamente representadas pela letra “i”) continham apenas uma perna. A idéia era simples. Sozinhas, as idéias não conseguiam andar. Mas apoiadas em pessoas que decidissem levá-las adiante, as idéias iam longe.

Estou disposta a apoiar uma idéia, a dar suporte a várias idéias ao mesmo tempo. O problema atual é um pouquinho mais pontual. O problema é: como ter idéias?

Mas não é qualquer idéia que me satisfaz. Tem que ser uma idéia da qual se possa participar de todo o processo criativo de gestação. Do estalo inicial à execução. Do brainstorming acidental ao elogio ou à decepção final. Posso até me sentir frustrada depois, mas o importante é que seja uma idéia própria. Uma idéia minha. Algo que, tanto faz que dê certo ou errado ao final, mas que me faça querer ir até o fim.

Alguma idéia de como conseguir isso?

Marcadores:




Comentários:

Anonymous tiagón disse:
bereteie sobre :) sobre qualquer coisa. pensar com o thaumas da filosofia, olhar pra algo como se nunca o tivesse visto antes, como se não soubesse o que é. desacomodar o olhar daquilo que já se tem mapeado, procurar o inverso, abre diversas oportunidades do tipo "tava na cara" :)

acho eu, né.
 
Blogger Carla disse:
Eu creio que as idéias originais não existem mais. Há muita gente no mundo, difícil pensar no que não foi pensado por ninguém.

O que tu podes é somar as tuas percepções às dos outros e ver no que dá. Nessa colcha, uma hora sai algo que te agrade.

A minha idéia é ler. Não os clássicos da comunicação e do jornalismo, mas algo diferente, um tipo de literatura que ainda não tenhas lido e que te seja agradável. Uma música de uma banda que não costumas ouvir, esse tipo de cousa.

Desejo-te sorte, sei como te sentes. Eu, por exemplo, estou uma péssima blogueira: totalmente sem idéias. Só que a falta delas não me incomoda no momento, estou bem distraída com outras atividades.
 
Anonymous tina oiticica harris disse:
A falta de idéias e o excesso delas são produzidos em um mesmo setor do cérebro. Lá venhoeu com os neurotransmitters. Esqueci do nome d aauotr amas do livro é "The Midnight Disease."
 
Blogger Gabriela Zago disse:
Boas idéias. Já até consegui escrever quase um tratado sobre uma tesoura (seguindo a dica de olhar para algo como se nunca tivesse visto antes). Agora estou à procura de um livro, que não fale de comunicação, nem de jornalismo. Poderia ser o The Midnight Disease.

Quanto à falta de originalidade no mundo... a simples justaposição de duas idéias que já foram tidas antes transforma a idéia-síntese em uma idéia original ;)
 
Anonymous vejo tudo e não morro disse:
vide o que faz a turminha do iPhone, iPod, etc. eles não inventam absolutamente nada. toda tecnologia que utilizam já existia. o que fazem é justamente criar a idéia-síntese.

o que você anda querendo ler, Gabriela? já experimentou Luiz Ruffato?
 
Blogger Gabriela Zago disse:
Não, mas já estou googleando ele :P

Tem o The Great Gatsby para recomeçar a ler. Acho que um pouquinho de Fitzgerald já resolveria :)
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner