terça-feira, 17 de julho de 2007

  Medidas profiláticas

Em farmacologia, o uso profilático de um medicamento significa tomá-lo antes de desenvolver a doença, como uma medida para evitar que a doença se manifeste. No senso comum, o tempo todo adotamos medidas profiláticas para evitar que algo de ruim nos aconteça - que vão desde atos que impeçam doenças, como sair de casa agasalhado em dia frio para evitar uma gripe, a atos que evitem coisas mais abstratas, como evitar passar por debaixo de escadas ou quebrar espelhos para impedir, ahm, mau agouro.

Na web, Profilactic (sim, o nome é terrível) é uma página totalmente baseada na Web 2.0 cuja premissa é evitar que as pessoas tenham uma crise de identidade digital. A página tem um visual totalmente Web 2.0, com linguagem 2.0¹, e, para completar, desde o dia 13 de julho, está em uma versão 2.0.

Basicamente, a idéia é muito mais interessante na teoria do que na prática. Mas o Profilactic funciona assim: como em toda rede social, você se cadastra, cria um perfil, adiciona amigos e participa de comunidades preenche uma lista com as contas que você tem nos diferentes sites. A página tem suporte para vários sites, como Pownce, Twitter, Tumblr, Flickr e 43things. Para esses sites, basta colocar seu nome de usuário, e o próprio Profilactic se encarrega de importar os dados necessários. Mas, na prática, dá para incluir manualmente qualquer página que você tenha cadastro, o que permite que se acrescente blog, fotolog, e qualquer outra coisa na qual você algum dia tenha se cadastrado por mera curiosidade mesmo com o risco de nem se lembrar que o site existe alguns dias depois.

Depois de preencher esses dados, o site monta um mashup com toda essa informação, misturando fotos, textos, desenhos, metas, frases e tudo o mais que você tenha produzido na web em uma página única, que pode inclusive ser assinada e distribuída via feed para seus amigos. Também dá para fazer um mega feed que reúna toda a produção de todo mundo que você conhece (claro que isso só vale se as pessoas que você conhece também tenham conta no Profilactic). Basicamente, como toda ferramenta Web 2.0, só tem graça se mais gente também usar.

Na teoria, até que o site é interessante. Na prática, eles esqueceram que, ao se criar uma nova conta na web, está-se intensificando a crise de identidade, e não atenuando-a - tenho certeza de que daqui uns 10 dias, no máximo, eu já vou ter esquecido que o Profilactic existe. Assim como eu já tinha esquecido que possuía conta em muitos dos sites para os quais o Profilactic oferece suporte. Esse é o problema da Web 2.0: há muitas idéias bacanas proliferando por aí. Mas os desenvolvedores de produto esquecem que as pessoas não têm tanto tempo assim para administrar múltiplas contas, em múltiplos sites, para múltiplos objetivos diferentes.

--

¹ Linguagem Web 2.0

Linguagem feliz e pseudodivertida também seria uma tendência da Web 2.0? Essas são algumas das frases com as quais me deparei ao explorar o site pela primeira vez:
"Please log in below to finish the setup process. It gets much more fun after this. We promise."
"NOTE: Required fields are marked with an *. All other fields are optional... but you're really pretty lazy if you don't fill them out."
"BTW, if you wanna see how it works, just click this link."
A seção de FAQ do site também traz umas sacadinhas bem-humoradas, como nas respostas às questões "Why is this FAQ so out of date?", "Why did you pick such a stupid name?", e "How do I know that you won't sell info about me to some evil corporation?".

Marcadores:




Comentários:

Blogger sMoRTy71 disse:
Thanks for mentioning Profilactic, Gabriela. Too bad I don't know what it says :)
 
Blogger Alex Primo disse:
Gabi, bem interessante a proposta desse sistema. Mas, você tem razão, é mais um lugar para se perder na rede! E que interface horrorosa!

Que legal que o responsável pelo profilatic comentou em teu blog :-)
 
Blogger Fernanda Maia Arruda disse:
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Blogger Fernanda Maia Arruda disse:
Houve uma época em que eu me cadastrava em tudo que criavam de novo na internet, pelo menos aquilo que me chegava ao conhecimento. Isso aos poucos foi me consumindo, vários logins, várias páginas, querer atualizar tudo e não possuir um espaço realmente meu, com o qual me identificasse e pudesse me dedicar de maneira a deixá-lo bom, ao invés de ter vários espaços porém vazios e abandonados. Pra mim, orkut e gmail são inabandonáveis, bem como o blogger e flickr =) o resto abandonaria de bom grado.
Ontem fiz upload de algumas fotos no flikr e achei engraçadíssima a mensagem quando deletei uma foto.
Algo como: "tem certeza que deseja deletar essa foto?" - "Sim, thauzinho"
rs...sutil :D
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner