quarta-feira, 6 de junho de 2007

  O fim do jornal em papel?

Segundo dados divulgados pela WAN no 60th World Newspaper Congress – e contrariando todos aqueles que ainda acham que a tecnologia vai transformar radicalmente nossa forma de se relacionar com o mundo –, a circulação de jornais impressos no mundo aumentou em 2,3 pontos percentuais em 2006. Se considerados os últimos cinco anos, o aumento acumulado foi de 9,48%. Pode ser que um dia o jornal em papel, tal qual o conhecemos hoje, possa vir a acabar. Mas, pelo visto, esse dia ainda vai demorar muito para chegar...

O congresso anual da associação mundial de jornais segue até amanhã, em Cape Town, na África do Sul. O evento reúne profissionais do mundo inteiro para discutir o atual estado da mídia impressa ao redor do globo.

O crescimento na circulação de jornais tem sido observado em quase todos os continentes, inclusive na América do Sul. Apenas na América do Norte é que os jornais impressos estão em baixa.

Se considerados os índices de circulação de jornais distribuídos gratuitamente (o que hoje representa 8% do total da circulação global de impressos), a taxa de crescimento em 2006 sobe para 4,61%. A renda publicitária com anúncios em impressos também tem aumentado. Basicamente, os números dos jornais impressos são só positivos.

Os cinco maiores mercados mundiais de jornais impressos são, em ordem, China (com 98,7 milhões de cópias vendidas diariamente), Índia (88,9), Japão (69,1), Estados Unidos (52,3 – mesmo com a queda na circulação, os EUA ainda têm a maior circulação do mundo ocidental) e Alemanha (21,1). Há muitos outros dados interessantes que podem ser consultados diretamente no site da entidade.

Para os céticos que, mesmo com a divulgação de todos esses números, ainda acreditam que o jornal impresso vai acabar, vale a pena dar uma conferida na campanha preparada pela WAN para circular em jornais impressos no mês de maio (o anúncio pode não fazer mudar de idéia, mas pelo menos contribui para divertir um pouquinho).

Marcadores:




Comentários:

Blogger RafaelGimenes disse:
enquanto meu avô viver o jornal existira,
mas faz sentido o que escreveu :)
 
Blogger Sagá disse:
O povo da América do Norte não sabe de nada...rs

Eu sou mto mais a relação dedos/tinta do papel que eu tenho com os jornais do que os cliques.
 
Anonymous Rafael Reinehr disse:
Não vai acabar nunca, a não ser que não se consiga mais celulose para produzi-lo. Em cada espaço vago há um ser humano e sua criatividade. Sempre restará um grupo de idealistas ou nostálgicos para perpetuar a velha forma de viver.
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner