domingo, 11 de março de 2007

  Jornalismo interpretativo

Ainda na mesma linha do post sobre o mundo sem jornalistas...

“Está claro que o rádio não acabou com o livro, a TV não acabou com o rádio e nem a TV e o rádio juntos acabaram ou vão acabar com os jornais, muito menos a internet. O suporte de papel é insubstituível em sua especificidade, pelo menos no modo conhecido. As mídias se complementam e todas se voltam para a conquista do leitor com serviços de qualidade.
O diferencial é exatamente a qualidade.”

(trecho de “O texto interpretativo”, de Pedro Celso Campos, no Observatório da Imprensa)

O artigo completo trata-se de uma verdadeira aula de jornalismo interpretativo, que explica como, quando e por que interpretar e em que situações o jornalista deve fazer isso. A essência do jornalismo impresso estaria na interpretação. Em um mundo no qual os avanços tecnológicos permitem que se transmitam os acontecimentos enquanto ainda estão acontecendo, seria um engano relegar ao jornal impresso a tarefa de simplesmente informar sobre os fatos do dia-a-dia. A informação dada pela imprensa chega com até um dia de atraso em relação aos meios eletrônicos (tevê, rádio e Internet). E para compensar isso, para dar um motivo para o leitor comprar o jornal do dia seguinte após ter visto o fato ao vivo pela televisão, escutado a informação pelo rádio, ou acompanhado minuto a minuto pela web, um dos caminhos é apresentar a informação interpretada, com análises, cruzamento de fatos, analogias, comparações, dados que ajudem a contextualizar o fato e conclusões. Só assim o jornalismo impresso não estará perdido.

Marcadores:




Comentários:

Blogger Sagá disse:
Tem horas que eu me pergunto por que raios eu não fiz jornalismo! Mas ainda posso fazer pós em 'jornalismo internacional' (ou algo do tipo) e ser bem feliz. =D

Interesso-me demaaaaiss por essas coisas... Demais mesmo!

Beijão
 
Blogger Sagá disse:
Este comentário foi removido pelo autor.
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner