domingo, 18 de junho de 2006

  Filme: Garfield 2

O filme. Garfield e Odie viajam para Londres escondidos na bagagem de Jon. Lá, Garfield é confundido com um gato da família real, e troca de lugar com ele. O gato rico passa a ter a vida monótona do gato pobre, e Garfield passa a desfrutar de todas as regalias de um gato real. Jon Arbuckle é interpretado por Breckin Meyer, e Liz Wilson, sua namorada, é Jennifer Love Hewitt. A voz de Garfield, em inglês, é feita por Bill Murray, e em português ele é dublado por Antonio Calloni. O filme tem duração de 80 minutos e a direção é de Tim Hill.

A crítica. Há duas óticas possíveis para se observar o filme Garfield 2. Uma delas é levá-lo a sério. A outra é encará-lo como uma mera diversão sem sentido.

a) Considerando-se Garfield 2 como um filme sério:
É decididamente um filme idiota. Se for para encará-lo assim, não assista!

b) Considerando-se como um filme idiota:
É um dos melhores do gênero. Tem todos os requisitos para quem quer se divertir com uma comédia nada inteligente protagonizada por um gato 500 vezes mais sem graça que a versão correspondente em tirinha. Em praticamente todas as piadas do filme é possível rir, não pela graça da coisa dita em si, mas por solidariedade aos bichinhos. Até a própria trama do filme é algo que faz você pensar “poxa, eu já vi algo parecido em algum outro lugar” (e já viu mesmo – o enredo basicamente envolve a troca de vidas entre dois gatos, Garfield, representando o gato doméstico e “pobre”, e Prince, um gato de origem real e “rico” – não consigo me lembrar em qual livro há isso, mas... quer enredo mais batido que esse? :P).
Um dos aspectos menos interessantes do filme é a ruptura que ele faz com o contrato de ficção (não sabe o que é isto? leia Seis Passeios pelos Bosques da Ficção de Umberto Eco). Tudo bem o Garfield falar, a gente aceita isso (pois, embora ele fale, sabemos que os humanos são incapazes de compreendê-lo). O problema é que nesse filme até pato, vaca, cachorro e papagaio falam*! E os bichinhos ainda se entendem entre si! Aí já é extrapolar os limites da ficção aceitável... Aí já é cair na síndrome “A Marcha dos Pingüins” (ou pior: Babe – o Porquinho Atrapalhado)!
Fora isso, o filme é uma excelente distração de final de semana (apesar de tudo, é Garfield!) :). Destaque para o cãozinho Odie que não só consegue perceber a troca de gatos, como também age para que o engano seja percebido pelos humanos. Além disso, ele parece ser o único animalzinho com consciência de ser animalzinho: o Odie, diferentemente de gatos, papagaios, patos, cabras, galinhas, fuinhas, vacas e araras do filme, não fala!

Outro ponto negativo: há apenas cópias dubladas. Blergh.

* P.S.: Não tenho nada contra animaizinhos antropomorfizados. O problema é quando exageram nas características humanas conferidas aos animais!

Marcadores:




Comentários:

Blogger Lynz disse:
Definitely, the original version of Garfield has nothing to do with this.

I liked the way you have differentiated between both points of view when you are watching the film :)
 
Blogger w1zard disse:
na verdade eu nunca gostei do gato gordo.. sempre preferi o Odie. se ele fosse a estrela do filme, talvez eu assistisse..

já nao assisti o primeiro filme por nao simpatizar com o felino.

ah, e baby eh legal.. digo, ele nao, nem os outros porcos, nem os caes, o pato ou.. bem, as ovelhas sao legais.. adoro elas, adoro ovelhas.. :wub:

hishishis.. me empolguei.
 
Blogger Gabriela Zago disse:
hehe... faz parte...
e.. algo que não ressaltei o suficiente -- eu também prefiro o Odie! :P
(e ovelhas são mto legais :D)
 
Blogger jesus disse:
De verdad han hecho Garfield 2? no lo sabía, vamos a ver como es, la primera me decepcionó un poco, excepto por algunas partes, por ejemplo cuando se pelea con el perro. aun asi

VIVA GARFIELD!!!!!!!!
 
Blogger Alessa Rovere disse:
Garfield poderia ser meu alter-ego... (o das tirinhas, não o do filme)
Mas Ovelhas são melhores :) \o/
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner