terça-feira, 2 de outubro de 2007

  Demissão do gerúndio

Em um decreto estapafúrdio (sob o ponto de vista da aplicabilidade prática), mas com alto teor humorístico, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, demitiu o Gerúndio de todos os órgãos do governo do Distrito Federal. O decreto n° 28.314, de 28 de setembro de 2007, ainda busca coibir o uso do gerúndio como desculpa para "INEFICIÊNCIA" administrativa.

Exemplo clássico de uso do gerúndio aplicável à Administração Pública:
"Vou estar providenciando o documento"
(Tradução: "pode esperar sentado, porque não vou providenciar nada")

Problemas práticos (com base nesta notícia)
- Do ponto de vista da lei, não faz sentido demitir o Gerúndio (assim mesmo, com letra maiúscula).
- Do ponto de vista da língua, há ao menos uma impropriedade grave no decreto: o governador pretendia demitir o gerundismo, e não o gerúndio.
- Do ponto de vista do humor, ficaria mais divertido se a lei trouxesse exemplos de casos em que não se deve usar o gerundismo.
- Do ponto de vista do "protesto", o governador conseguiu chamar a atenção - mas uma lei sem sanção não tem garantia de que vá ser cumprida.

Se o objetivo era realmente abolir o gerúndio do governo do Distrito Federal, talvez o decreto não dê muito certo. Mas se o objetivo era chamar a atenção com um toque de bom humor... o caminho tomado foi no mínimo interessante.

(Via Verdade Absoluta)

--

Sobre o gerúndio, vale a pena dar uma olhada nesta matéria da revista Língua Portuguesa.

Marcadores: ,




Comentários:

Blogger tiago disse:
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Anonymous tiagón disse:
oba, discordar! :D


caminho interessante? o que o senhor José Arruda quis fazer foi uma tentativa patética de Relações Públicas! ele quer acabar com o gerundismo não pra diminuir a burocratice endêmica associada ao funcionáio público, mas pra parecer que estão trabalhando mais e são "proativos" - sem que isso signifique aumento de eficiência algum. era pra dar uma trégua ao pobre ouvido do povo do DF, que já não suporta mais o gerundismo a debochar na cara de qualquer um? que pedisse uma campanha de conscientização interna pra secretaria de comunicação, que realmente se interesasse por iniciativas de redução da burocracia, mas - um decreto proibindo uma terminação verbal?!?

mas só com muito humor mesmo :P
 
Anonymous tiagón disse:
(que esse ¨*$%#@*¨%@ do blogger fica usando o cookie do gmail e eu passo a ser um tiago anônimo e sem blog :P)
 
Blogger Gabriela Zago disse:
visão interessante...
posso trocar de opinião? :P
(ah, mas tem um certo humor na forma como a manifestação foi feita...)

o motivo é tosco... e teria muito mais 'eficácia' fazer um manualzinho interno de como ser um servidor publico (redução da burocracia, etc.)

--

o blogger adora anular a personalidade das pessoas :P
 
Anonymous tina oiticica harris disse:
O gerundismo é decorrente da prática de redução de orações a "phrases" - esqueci o termo em português e economiza tempo desde que o autor não comita uma "dangling construction." Explicarei com exemplo. Feeling tired, Paul lay down to rest. Feeling tired tem sujeito na oração seguinte, o Paul.

Agora veja a dangling construction.

Feeling tired, the couch looked good to Paul.

The couch isn't feeling tired.
 
Blogger Alex Primo disse:
Estou pensando sobre o que escrever aqui.
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner