terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

  Filme: Uma Noite no Museu

No filme “Uma Noite no Museu”, Ben Stiller interpreta Larry Daley, um pai divorciado que divide a custódia do filho pequeno com a mãe. Sob a ameaça de perder a possibilidade de passar as quartas-feiras e os fins de semana com o filho, ele decide procurar um emprego em uma agência. A vaga para a qual o designam é a de guarda noturno no Museu de História Natural.

Mas o que Larry não imagina é que a tarefa seja extremamente árdua. À noite, as criaturas de cera do museu ganham vida, e a função do guarda noturno é a de garantir que ninguém entre e ninguém saia – e que todos permaneçam vivos e inteiros durante a diversão da madrugada.

Assim, Larry precisa garantir que pequenos caubóis não travem batalhas de disputa de domínio com miniaturas de romanos, ou evitar que o leão ataque os demais animais. Ele precisa também escapar das garras de Átila, o Huno – e de seus comparsas, que cismam em tentar partir suas vítimas em várias partes ao puxá-las pelas extremidades de seus membros. Há ainda no museu, dentre outras coisas, a réplica de um Tiranossauro Rex que age feito um cachorro, perseguindo um osso a noite toda, de uma estátua da Ilha de Páscoa que masca chicletes, e do 26° presidente norte-americano, Theodore Roosevelt, interpretado por Robin Williams, cuja figura de cera se mostra bastante útil e prestativa para Larry ao dar dicas de como conter o caos provocado pela convivência de criaturas tão díspares no espaço físico do museu.

A lição que o filme tenta passar é a de que, conhecendo a História, aprende-se a saber como lidar com ela. Ao perder o manual de instruções de como lidar com as criaturas do museu, Larry percebe que se conhecer um pouco da história de cada um dos personagens de cera terá mais chances de saber lidar com eles (já que, no mundo absurdo criado pelo filme, as figuras de cera absorvem a personalidade do ser que representam).

Mas o filme não se limita a valorizar a História. “Uma Noite no Museu” é também uma comédia, mais ou menos direcionada para o público infantil (mas que não se esgota nele), com piadas inteligentes e a capacidade de produzir humor a partir de coisas improváveis e de clichês, como um boneco de cera, que, ao ser partido ao meio, diz “Relax, we're made of wax”.

Mesmo com todos os clichês e com a falta de originalidade, o filme é uma comédia leve e descontraída, que serve para provar que é possível se divertir mesmo sem romance, sem sexo, sem apelações, sem exageros, e sem viradas bruscas no roteiro. A previsibilidade não tira a graça do filme.

Resumindo, se for para encarar como um filme sério, não assista. Mas se for para encarar como um filme leve e descontraído, adequado para toda a família, com piadas divertidas, trama descomplicada e bastantes efeitos especiais, vá em frente!

Marcadores:




Comentários:

Anonymous tina oiticica harris disse:
Estou precisando de um filme bobo sem ser idiota para descontrair. Fiquei tão chateada com a estória da guria super-estrela da Internet aos 15 anos e a cara de pau da família. Jura que você não vai dar uma de otária por causa de homem.
Até carta pro LA Times escrevi.
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner