quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

  Chá milagroso

Já ouviu falar no chá que cura tudo quanto é doença? Vejamos o que diz na embalagem de uma dessas maravilhosas soluções para todos os seus problemas:

Obs.: Texto de embalagem real. A marca do produto será preservada. A intenção não é falar mal do produto, e sim reproduzir as informações constantes no verso da embalagem do chá.

Primeiro, as indicações: “O chá ##### é indicado para as várias doenças como o câncer no seio, estômago, pulmões, ovário, útero e outros”. Cura milagrosa, não? Felizmente, na embalagem não consta qual o efeito que o chá produz com relação a esses tipos de cânceres. Apenas diz que é indicado para tais casos. Até aqui, tudo bem. Não se pode dizer que se trata de propaganda enganosa. Vamos adiante. “O chá elimina o excesso de colesterol; dissolve coágulos de sangue, placas de gordura, curando a trombose; desobstrui as artérias bloqueadas evitando a ponte de safena”. Aleluia, irmão! (Okay, sem comentários maldosos). Seguindo: “Pressão alta, tonturas, insônia, bronquite asmática, doenças respiratórias, enxaqueca, sinusite, e problemas do sistema nervoso”. Uma frase sem sujeito. O objetivo era enumerar doenças aleatoriamente? Parece que conseguiram. “Cura o fígado, hepatite, diabetes, úlceras, gastrite, intestino preso, infecções nos rins, ovário, na bexiga, feridas no útero e corrimento”. Milagre!!! “É eficaz na cura do mal de chagas, dores na coluna, nas juntas do corpo, reumatismo no sangue e outros; envenenamento por agrotóxicos, alergias, feridas por difícil cicatrização, varicoses, flebites, enfisema pulmonar, anemia, cirrose hepática, mal de Parkinson, próstata, doenças mentais e nervosa”. Alguém já avisou o Michael J. Fox de que encontraram a cura para o mal de Parkinson? Ou melhor, o chá não cura; apenas é eficaz no processo de cura... Seria injusto acusá-lo de prometer a cura dessas doenças (as doenças que ele cura sozinho estão enumeradas na frase imediatamente anterior). Ou seja: basicamente, o chá oferece alguma espécie de alívio para praticamente todas as doenças.
Como funciona? É simples, basta colocar “uma colher (de sopa) rasa do pó, em dois litros de água, levar ao fogo e ferver durante um min., assim se tiver algum micróbio será iliminado (sic)”. O chá tanto pode ser ingerido quanto, em caso de feridas, servir para lavar a região atingida.
Qual a quantidade que deve ser ingerida? A embalagem informa que “Quanto mais tomar melhor o resultado”. Efeitos colaterais também constam nas letrinhas miúdas da embalagem: “Nos primeiros dias para os que tem problema de estômago e intestino pode provocar diarréia; não se preocupar é sinal de que a cura está se processando. Não ligar para a reação, ele é diurético, tem muitas propriedades medicinais a (sic) faz efeito rápido em todas as doenças”.
Por quanto tempo deve durar o “tratamento”? “Nos casos mais graves e crônicos, usar durante 60 dias, mas todos deveriam tomar durante 30 dias para purificar o sangue e para prevenir e curar outras doenças”.
Mas o chá não é de todo mau. Há a recomendação de que se consulte um médico: “Controlar a melhora do estado de saúde, e quando restabelecida procurar seu médico sobre o uso ou não de remédios”.
Por fim, há uma enigmática recomendação final: “Ao deixar de tomar remédios, é recomendado tomar o chá, por um período para a prevenção de cura conseguida com o tratamento”.

Está duvidando? Nesta página há informações sobre o mesmo chá, mas produzido por outra empresa. Este outro possui uma descrição parecida, mas corrige alguns dos excessos cometidos pela embalagem que tenho em mãos.

Não há mal nenhum em acreditar em homeopatia (que, na verdade, cura pelo lado psicológico, porque o remédio, na verdade, não é remédio, mas fazem com que se acredite que seja, e essa crença é suficiente para que a cura seja atingida). O problema é quando exageram. Enfim, todos são livres para acreditar que o chá realmente é capaz de curar toda as doenças. Cada um com suas crenças, acredite quem quiser...

Marcadores:




Comentários:

Blogger w1zard disse:
placebo puro.
 
Blogger Edison disse:
"Frase sem sujeito." haha. Me diverti muito com sua leitura comentada. Deveria fazer com mais textos.
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner