sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

  Direito-dever de agir

Tem vezes que a gente pensa que seria bom se existisse uma espécie de máquina do tempo que nos permitisse voltar atrás para mudar tudo o que está dando errado no presente. Assim, poderíamos voltar no tempo para desfazer escolhas erradas, mudar nossas atitudes, e até mesmo atuar em benefício da sociedade, batalhando para “despromulgar” leis que não deram certo ou para modificar a escolha dos nossos governantes.
Mas, como ainda não há uma máquina dessas, parece que as pessoas simplesmente se acomodam e aceitam a realidade tal qual ela se apresenta diante de nós. Está tudo dando errado, mas, mesmo assim, as pessoas simplesmente cruzam os braços e aceitam, resignadas. Mal elas percebem que, se algo está dando errado, também é culpa delas. É culpa de todo mundo!
Quando algo não está indo bem, o que o brasileiro geralmente faz é cruzar os braços e esperar. Esperar sabe-se lá o quê: que tudo se resolva com a próxima Lua, com o próximo governante, com o próximo aumento, com a próxima taxa de juros. O indivíduo egoísta declara que não é problema seu e espera que os outros atuem. Mas, ao fazer isso, está contribuindo para que a dificuldade se agrave.
É preciso criar no Brasil uma cultura de ação. Há vários instrumentos postos à disposição pela legislação brasileira para que a sociedade organizada atue. Uma pessoa agindo sozinha talvez não consiga atingir resultados satisfatórios. Mas, se atuar em conjunto, pode até mesmo mudar o mundo.
A Constituição Federal, em seu artigo 5°, inciso XVII, assegura o direito de livre associação. As pessoas são livres para se associarem em busca de um objetivo comum, desde que esse objetivo seja lícito. Dentro do rol de instrumentos políticos de atuação, há ainda a ação popular, prevista no art. 5° da Constituição e que permite ao cidadão propor ações judiciais, isentas de qualquer tipo de ônus, sempre que houver ato lesivo à Administração Pública, e a iniciativa popular, que permite que um grupo de cidadãos consiga até mesmo iniciar projetos de lei, nas esferas municipal, estadual e federal.
Não adianta achar que não vai dar certo, ou que será impossível conseguir fazer alguma coisa. Pior é ficar parado e esperar que os outros promovam as mudanças. Para quase tudo na vida há como se encontrar uma solução, basta procurar. Se cada um agisse, fizesse uma parte, com certeza todos estariam contribuindo para a construção de um mundo melhor.

Marcadores:




Comentários:

Blogger Raquel disse:
Gabi, tu és uma sonhadora. :-)
 
Blogger Gabriela Zago disse:
É, acho que exagerei na dose de utopia... :P
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner