quinta-feira, 9 de fevereiro de 2006

  O Nome da Rosa

"No princípio era o Verbo e o Verbo estava junto a Deus, e o Verbo era Deus." Já perdi a conta do número de vezes que li essa frase, a primeira do livro "O Nome da Rosa", de Umberto Eco. Mas desta vez acho que vou até o final!... Decidi dar mais uma chance ao livro após ser acometida por uma crise de tédio sem precedentes (e sem motivo aparente, também, pois embora eu esteja no final das férias, meus dias não poderiam estar mais repletos de afazeres os mais diversos -- paradoxo existencial?).
O que tinha me mantido afastada do livro (e que me impedia de ir adiante) era o fato de a história (parecer) ser (extremamente) tediosa (a vida em um monastério no século XIV? uhhh que empolgante!!). Mas foi só atravessar o limiar da página 30 (maldita página 30!) que tudo pareceu subitamente mudar de figura. Nas páginas, Eco não disfarça em nenhum instante que é um grande teórico da Comunicação que também se dedica à área da Semiótica (como quando, escancaradamente, o frade Guilherme de Baskerville fala: "Isto é o que não sei. Mas não esqueçamos que também há signos que parecem como tais e no entanto são privados de sentido, como blitiri ou bu-ba-baff..."), o que torna o livro ainda mais legal :)
Enfim, o livro parece ser bem legal (que a "eu" de dois anos atrás nunca fique sabendo que um dia eu disse isso!), e a história gira em torno do mistério de vários assassinatos no monastério. É como se fosse um CSI medieval às avessas, para se ler a qualquer hora do dia, qualquer dia que se queira e em qualquer lugar.

Marcadores:


flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner