domingo, 5 de fevereiro de 2006

  Filme: Oliver Twist

Já faz bem mais de uma semana que fui assistir à versão mais recente de Oliver Twist no cinema. Mas vale a pena falar dele! O filme de 2005, uma versão de Roman Polanski para o drama do menino órfão criado pelo escritor Charles Dickens no século XIX, é considerado por alguns o melhor dos Oliver Twist criados até agora — e isso é relevante, principalmente se considerarmos que a versão Oliver!, um musical de 1968, faturou até um Oscar!
Oliver, brilhantemente interpretado pelo ator-mirim Barney Clark, vive numa workhouse (espécie de asilos para pobres da Inglaterra dos séculos XVIII e XIX, onde as pessoas tinham de trabalhar em troca de abrigo e comida) e é expulso de lá após cometer a heresia de pedir mais comida (com o clássico bordão "Please, sir, I want some more."). O menino é então vendido a um fabricante de caixões, mas foge de lá após se meter em uma briga com os moradores da casa. Ele sai com a pretensão básica de chegar a Londres, à pé. E olha que a distância a ser percorrida era de mais de 100km! Quando finalmente chega a seu destino final (!), bastante fraco e com fome, Oliver conhece um ladrãozinho astuto, de nome Dodger (a tradução do nome é tosca, mas curiosa -- Ardiloso), que oferece a ele comida (obviamente roubada) e abrigo — e então Ardiloso acompanha Oliver até a casa de Fagin (Ben Kingsley), um macabro senhor de ladrões e prostitutas. A partir daí, a inocência de Oliver vai gerar muitas risadas, e quando ele finalmente percebe para quem está trabalhando, já é tarde demais para escapar.
A história é legal, o personagem-título é cativante, os cenários do filme são muito bem feitos (dá até para se imaginar andando na Inglaterra dos séculos passados), a fotografia é bem interessante (embora bastante similar à de outros filmes de Polanski)... mas o que estraga mesmo é aquela abertura tediosa (longa, parada, monótona), e uma cena da fuga a pé de Oliver em que aparece um lindo sol, grande, amarelo, raiado, brilhante, redondo..., enfim, bem mais falso que um sol de Photoshop! :P
Apesar de terem cortado muitas partes bem legais do livro (é nisso que dá ter lido o livro bem pouco tempo antes de assistir ao filme; além de já saber tudo o que vai acontecer, tem-se ainda um arsenal de reclamações a se fazer), o filme é muito bom :)
E quase que nos enxotaram do cinema por dar risadas em volume elevado (principalmente do sol de Photoshop). Que mal tem em alguém se divertir com um bom filme?

Marcadores:




Comentários:

Blogger Bruno Lovatti disse:
Minha intenção era de fazer críticas que nem essa, no meu Blog, porém; caso eu faça um texto tão longo, ninguém terá paciência para lê-lo.

Por que eu me importo tanto com isso?! Será que estou virando fútil?! Rsrs... Aff!!

Bom, vc me deixou com mt vontade de assistir a esse filme \o/

Já está nas locadoras??!?!!!?

Beeeeeeeeijos ;)
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner