terça-feira, 3 de janeiro de 2006

  A todo vapor

2006 já iniciou com a corda toda! :)
Comecei minha interminável (e extremamente utópica) lista de planos e metas para o ano que se inicia, e incluí nela toda uma aglomeração de desejos, sonhos e anseios, que é como se eu depositasse toda uma carga exagerada de responsabilidade ao ano que se inicia, quando, na verdade, tudo permanece a exata mesma coisa de sempre (a única diferença -- não me canso de repetir --, é o numerozinho ao final da data no topo da página :P). Sei lá, vai ver entrei na onda. Estou sentindo que 2006 será, de fato, um bom ano :D (e alguém duvida?)
Minha lista de leituras também já está bem extensa (digamos que haja algo em torno de um livro para cada dia do ano). Mas é bom elaborar planos (bem) acima da expectativa (assim a gente fica feliz de poder realizar boa parte deles -- se bem que o ideal seria fazer o exato contrário ¬¬ Ah, enfim, viva 2006! \o/).
Também entrei na onda de elaborar previsões infundadas (se os pseudo-videntes e economistas podem, por que eu não poderia? :P), do tipo: "um país europeu vencerá a Copa do Mundo" (talvez a própria Alemanha!!), "Lula será reeleito" (fica fácil supor uma coisa dessas quando, em janeiro de ano de eleições, nenhum outro candidato em potencial ainda não tenha se consolidado na mídia), "algum sertanejo vai morrer" (tá bem, essa foi cruel... mas já é clássica nas listas de previsões das videntes graduadas :P), "um grande desastre natural irá arrasar com alguma cidade qualquer do planeta" (triste, mas possível), e "um novo planeta será descoberto" (ué, por que não?).
Também arrisquei coisas mais facilmente conjuráveis, em nível pessoal, como prever que vou passar de ano (uau!), não farei nada de extremamente útil em 2006 (a preguiça sempre reina, por mais que se tente escapar dela), vou me irritar novamente com a linha editorial da Zero Hora e parar de assiná-la por alguns tempos (em 2005, minha raiva com o jornal durou cerca de 2 meses), vou tirar notas baixas em francês (esse idioma simplesmente não entra na minha cabeça bilíngüe) e continuarei a ser, mesmo que de forma involuntária, extremamente anti-social (ao menos é o que 19 anos de experiência atestam...). Mas essas coisas são tão simples que nem vale a pena chamá-las de "previsões" :P

---

Aliás, por que ninguém mais se importou com a adição de um segundo a 2005?
No Brasil não deram muita importância à notícia, aparentemente. Ou acaso alguém saberia me dizer a que hora, exatamente, o segundo extra foi adicionado? (ein, ein ein???) :P
Mas tudo bem. Um segundo a mais, um segundo a menos... que diferença isso faz na vida de todos nós, pobres mortais? Talvez só tenha relevância para operações que lidem intimamente com a questão dos horários. Para o homos medius, tanto faz que haja um segundo a mais no mundo. Os sistemas de computador e um aeroporto de grande movimentação podem até entrar em um colapso momentâneo. (Mas para um doente em estado terminal numa UTI, um segundo faz toda a diferença...).

---

Sinto que preciso viver um pouco mais. Assim eu teria sempre o que postar aqui no blog, e não precisaria recorrer a enrolações para encontrar o que dizer :P É. Essa parece ser uma boa meta, para encabeçar a lista de planos para 2006:
1. Viver mais.
(Seguido de um imenso espaço em branco... pois viver mais já engloba tudo quanto eu tinha planejado colocar na minha lista de metas -- unf, que sem graça! :/ -- paredão: elimino ou não elimino o item 1 dos meus planos? :P).

---

Preciso rever minha lista de metas no 43things.com. Muita coisa que tem lá já nem tenho mais vontade de fazer. É, nossas cabeças mudam (embora, aparentemente, tudo permaneça igual).

---

Enfim. Aos que chegaram até aqui: Feliz Ano Novo! :)




Comentários:

Anonymous Bruno Lovatti disse:
"a única diferença [...] é o numerozinho ao final da data no topo da página"

Você também é contra os shows pirotécnicos? Em vez de gastarem milhões de reais com queima de fogos de artifício em todo o Brasil, deveriam investir na Educação, Segurança e Saúde.

=)

"algum sertanejo vai morrer"

=X

Não, não! Lula não pode ser reeleito. Bom, do jeito que esse povo brasileiro é "inteligente", não duvido na-da.

=|

"continuarei a ser, mesmo que de forma involuntária, extremamente anti-social"

Jura que você também é anti-social?! Não mais que eu!!

=P
 


Participe desta conversação :)



<< Voltar para o blog
flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner