terça-feira, 22 de novembro de 2005

  Feriados

— E aí, como foi o feriado?

— Que feriado????



É impressão minha ou essa história de renegar o feriado do aniversário da proclamação da República foi uma coisa generalizada? De minha parte, confesso que não parei em nenhum momento para refletir sobre os valores de se viver numa nação pautada por valores [ditos] democráticos e republicanos, e que também não refleti sobre o quanto a imagem de nossa República encontra-se manchada pelos escandalosos acontecimentos recentes no âmbito político. Mas será que isso também aconteceu com todo mundo?
Particularmente, eu tinha motivos de sobra para nem sentir a passagem do feriado: três provas e um trabalho. Como passei o dia de "folga" inteiro estudando, é como se fosse simplesmente um dia em que não se fosse à aula. Um dia como outro qualquer. Um dia qualquer. Um dia.
Mas, convenhamos, dos feriados dedicados à nação, o da república é o mais inútil de todos. No 7 de setembro ao menos há desfiles. Responda rápido: o que se faz para comemorar a República? Fala sério... dava para fazer um referendo (já que virou moda!) propondo acabar com o feriado da república e transportando-o para um mês que já não tenha outro feriado (2 de novembro - 15 de novembro.. para que dois feriados no mesmo mês e em menos de quinze dias?). Para não perder o cunho político, dava para comemorar algo mais concreto e objetivo, como, sei lá, a abolição da escravatura (embora já haja outro feriado em maio... o problema é que feriado em fim de ano não tem a mínima graça! Qual a utilidade de um feriado a duas semanas das férias? :P), ou a data de edição da Constituição atual (aí teríamos um feriado relativamente móvel, visto que uma Constituição no Brasil não costuma durar mais do que 50 anos... mas num país com uma data tão móvel quanto o Carnaval, o que significa mudar a data de um mísero feriadinho de tempos em tempos?) ou a reconquista da democracia (bem mais interessante que comemorar a República! E dava até para fazer desfiles comemorativos felizes, simulando o dia em que os jovens foram às ruas clamando por eleições diretas)...
O que não dá é para seguir comemorando uma mera decisão arbitrária de meia dúzia de generais de transformar o país de monarquia para república. Tudo bem que esse ato simboliza a passagem do poder político das mãos de portugueses para brasileiros, mas não passa disso. Não reflete os anseios de um povo. Não houve revolta. Não teve a mínima graça. (mas aí poderíamos cair também no desvalor da comemoração da independência; ao menos a independência assinala algo relativamente concreto -- o país passou das mãos de Portugal para... os portugueses...?). Ah, enfim, para que feriados? Abole tudo de uma vez e aumenta as férias no fim do ano! :D

[P.S.: Nunca leve a sério nada do que escrevo no período pós-24h :P]

flickr
   

 feed

receba as atualizações do blog por e-mail



categorias academicismos
amenidades
blogs
direito
filmes
google
internet
livros
memes
mídia
orkut
politiquês
querido diário
stumbles
tecnologia


sobre
about me
del.icio.us
flickr
last.fm
orkut
43metas
nano novel
textos
flog
stumbleupon
Gilmore Girls





blogroll
animaizinhos toscos
argamassa
ariadne celinne
atmosfera
bereteando
blog de lynz
blog del ciervo ermitaño
direito de espernear
direito e chips
dossiê alex primo
efervescendo
enfim
every flower is perfect
garotas zipadas
giseleh.com
grande abóbora
hedonismos
il est communiqué
jornalismo de resistência
jornalismo na web 2.0
lavinciesca
marmota
novos ares
pensamentos insanos
rafael gimenes.net
reversus
sententia
universo anárquico
vidacurta.net
vejo tudo e não morro
w1zard.com


arquivo
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007


etc.










Save the Net

Stumble Upon Toolbar

Creative Commons License

Official NaNoWriMo 2006 Winner